Meninos Gordos – Faiança Portuguesa

CIMG7075 CIMG7080

55,00 €

Em muito bom estado, como novo.

Bastante ilustrado.

Obra importante para o estudo desta produção cerâmica extremamente apreciada e produzida à época (1842/1850), nas principais fábricas do Norte – Porto, Gaia ou Viana.

“Pode causar espanto um livro que versa sobre Meninos Gordos reproduzidos em peças de faiança: um Menino, Mateus, e uma Menina, Ana, que os nossos ceramistas-pintores oitocentistas decidiram retratar em pratos, paliteiros e canecas. A história destes Meninos Gordos, oriundos de Piemonte e que um dia arribaram a terras portuguesas, e a história da loiça que os reproduziu são contados neste livro”.

Autor: Isabel Maria Fernandes
Edição: Civilização Editora
Colecção: Arte e Património – Faiança Portuguesa
24 x 28 cm
2005 / 226 págs

Nota:
“Os meninos gordos eram o Mateus e a Ana e nasceram perto e Turim, no Norte de Itália, em 1831 e 1833, respectivamente. Eram extraordinariamente obesos. Com 11 anos apenas o Mateus pesava 201 kg e a Ana com 9 anos somava 129 kg. As pobres crianças foram transformadas em animais de circo e foram apresentadas por toda a Europa e os próprios monarcas não desdenhavam vê-los de perto, como Luís Filipe de França, a corte piemontesa ou a nossa D. Maria II.
Em Portugal, os meninos gordos estiveram em 1842 em Lisboa, Porto, Viana, Braga e depois em 1843 em Guimarães e outra vez no Porto. É provável que tenham visitado mais terras em Portugal. Impressionaram tanto as pessoas, que as oficinas de cerâmica, nomeadamente a Bandeira produziram muitos pratos dos dois meninos, para as pessoas ficarem com uma lembrança de tão estranho fenómeno.”

Para visualizar todas as imagens, clicar no título

ID411