Arquipélago de Gulag, Alexandre Soljenitsine – 2 Vols. (1975, 1977)

ID856_2ID856  ID856_1                          carimboal_1 - email

 

Aceitam-se ofertas *

Completo, 2 volumes / 1ªs edições portuguesas:

Volume   I – Novo, Miolo novo. Com assinatura de posse / 1ª edição 1975

Volume II – Novo, Miolo novo / 1ª edição 1977

 

Arquipélago de Gulag/ 1918-1956 / Ensaio de Investigação Literária / I e II Partes

“No presente livro não há personagens imaginárias, nem acontecimentos imaginários. Pessoas e lugares são mencionados pelos seus próprios nomes. Quando os mencionarmos por iniciais, isso deve-se a considerações de ordem pessoal. Se, de qualquer modo, não forem referidos, isso deve-se simplesmente ao facto de a memória humana não ter retido os seus nomes. Mas tudo se passou exactamente assim.”

A. Soljenitsine, Setembro de 1973

 

Gulag:

“Palavra de origem russa que significa «Administração Geral dos Campos». Campos onde passaram os sessenta e seis milhões – segundo o autor – de prisioneiros do regime.”

 

Arquipélago de Gulag:

Crónicas políticas escritas por um Prémio Nobel da Literatura e baseadas na sua própria experiência pessoal e no testemunho de outros duzentos e vinte e sete antigos detidos.”

 

Editora: Livraria Bertrand

Autor: Alexandre Soljenitsine, Prémio Nobel da Literatura em 1970

Tradução directa do russo / Volume   I, de Francisco A. Ferreira (“Chico da Cuf”),  Maria M. Llistó e José A. Seabra

Tradução directa do russo / Volume II, de Genviève Johannet, José Johannet e Nikita Struve

Tradução do Francês / Volume II, Leónidas  Gontijo de Carvalho, com revisão para a edição portuguesa de Ayala Monteiro

Capa de José Cândido

Brochado, 509 /607 págs.

21,5 x 16 cm

 

Curiosidade:

Após a publicação do 1º volume em Portugal e ao contrário do ocorrido nos principais países Ocidentais (exemplo: França, ver Paris Match de 5 de Abril de 1975), este título passou quase despercebido na impressa de referência portuguesa da época. Porque seria?

Outras histórias relaccionadas com a destruição de exemplares também são bem  conhecidas…

 

* todas as ofertas serão registadas, podendo ou não serem aceites.

Alexandre Soljenítsine

Alexander Soljenítsine

ID856